sábado, 1 de dezembro de 2007

Realidade (Letícia Érica)


Tenho pensado em muita coisa

Tenho sentido um grande desespero

Tenho olhado em minha volta

e o que tenho visto me apavora


Vejo crianças chorando e gemendo

com frio e sede, sem ter o que comer

Vejo garotas roubando e se vendendo

ignorando a vida pra sobreviver


Sinto uma dor que me assola

Ao ver tanta injustiça e pouca esmola

Sinto uma indignação que me instiga

à não ficar parada vendo a briga


Preciso lutar pelos banidos e oprimidos

Não posso calar a voz que em mim grita

Quero dizer aos meus irmãos e amigos

Que sou mais uma nessa triste lida


Não vamos deixar que os opressores

Apagem nossa esperança com tantas dores

Vamos gritar aos nossos algozes

Que enquanto existir vida seremos ferozes.

2 comentários:

Ellen disse...

Esse poema falou lá no fundo. Devemos estar atentos para a realidade em nossa volta e lutarmos para mudá-la.

Esse Blog está lindo. Parabéns!

Vitória disse...

BELO POEMA! É BOM SABER QUE AINDA EXISTEM PESSOAS PREOCUPADOS COM A REALIDADE EM QUE VIVEMOS.

PARABÉNS AO CPM PELO BLOG.